Deputado Federal Eduardo Barbosa

Grupo de Trabalho debate vacinação contra a COVID-19 com Conselhos Estaduais dos Idosos

Publicado: 12 de maio de 2021

O deputado federal Eduardo Barbosa, como coordenador do Grupo de Trabalho para acompanhamento e monitoramento da vacinação dos idosos no Brasil, reuniu-se nesta terça-feira (11) com representantes de Conselhos Estaduais dos Idosos para debater sobre o andamento da vacinação de idosos contra a COVID-19. 

A Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa (CIDOSO) enviou aos conselhos um questionário com  e-mail com algumas questões sobre o andamento da vacinação em cada Estado, como a quantidade de idosos que já foram vacinados, quantos deles vivem em instituições de longa permanência, a quantidade de cuidadores vacinados e o número de óbitos. O Ministério da Saúde já recebeu o pedido de informação da Comissão solicitando os mesmos dados. De acordo com Eduardo Barbosa, a intenção é cruzar esses dados e observar sobre o que precisa ser melhor esclarecido. 

“É muito oportuno envolver os conselhos no acompanhamento e controle social da vacina para a pessoa idosa. Nesse momento de pandemia, o objetivo é entender como está ocorrendo a vacinação país afora”, afirmou Eduardo Barbosa. 

Representantes de oitos Conselhos Estaduais participaram da reunião e falaram sobre as dificuldades e as diferenças de vacinação de cada estado. A representante do Conselho Estadual do Amapá revelou que quase 90% de idosos do Estado já foram vacinados com a 1ª dose, e que a maior dificuldade de vacinação está na capital do Estado, Amapá. Já o representante do Rio Grande do Norte afirmou que o Estado está com atraso na vacinação da segunda dose.  

Em relação às Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), a representante do Rio Grande do Sul, Iride Caberlon, afirmou que o Conselho estima que praticamente todos os idosos, trabalhadores de saúde, e cuidadores nas ILPIs estão vacinados. No Estado do Rio Grande do Norte, 100% dos idosos nas ILPIs foram vacinados, com poucos casos em que os familiares não permitiram a vacinação.  

A Coordenadora do Conselho Nacional do Idoso, Eunice Silva, participou da reunião e reforçou a importância de participação de todos os estados brasileiros na pesquisa do Grupo de Trabalho (GT).  

Representantes de oitos Conselhos Estaduais participaram da reunião e relataram dificuldades em levantar os dados solicitados pelo GT, mas que vão pedir apoio das respectivas Secretarias Estaduais de Saúde para encaminharem as respostas até a próxima semana. As informações serão utilizadas no relatório final do Grupo de Trabalho. 


Seja o primeiro a fazer um comentário

Veja também:

Sabia que Eduardo Barbosa
já destinou mais de

através de diversas ações para
Dallas?

VER AÇÕES